Home / Transporte e atualidade / Transporte / Como planear os seus percursos de transporte (de modo eficiente)

Como planear os seus percursos de transporte (de modo eficiente)

Um dos elementos-chave na gestão de uma empresa de transportes, independentemente do seu tamanho, é ter um bom planeamento de percursos de forma a facilitar o trabalho dos condutores e, claro, evitar imprevistos. 

No entanto, esta não é uma tarefa fácil, uma vez que existem muitos parâmetros que condicionam uma viagem. Alguns destes fatores dependem de nós, como os horários dos condutores ou o número de veículos disponível, no entanto, há outros que não estão ao nosso alcance, como o tráfego nas estradas, os horários dos nossos clientes ou, em particular, a possibilidade de um elevado número de serviços ser requisitado num espaço de tempo muito curto, impossibilitando-nos de responder à procura. 

O que devemos ter em consideração ao planear um percurso? 

O mais importante é fazer uma previsão com margem suficiente e na qual todas estas circunstâncias sejam tidas em conta. Tarefa essta que, se realizada manualmente por completo, acarreta determinados riscos, uma vez que podemos deparar-nos com elementos que não tínhamos considerado e que podem invalidar os nossos esforços. 

Além disso, tendo em conta o preço dos combustíveis, existe a pressão de ter de procurar eficiência máxima em cada viagem e evitar sempre um dos problemas endémicos do setor: os quilómetros vazios. E, é claro, a obrigação de chegar até ao nosso cliente a tempo e dentro do orçamento, uma vez que uma experiência desagradável devido a um atraso pode ter repercussões financeiras e, em último caso, levar à perda de um parceiro de negócios. 

As ferramentas para um bom planeamento 

Em seguida, é hora de trabalhar e pensar no que podemos fazer para servir de relógio de precisão. A primeira coisa, e a mais importante, é ter bases de dados das empresas com as quais trabalhamos constantemente atualizadas. Isto ajudar-nos-á a saber se estas têm pontos fracos dos quais devemos ter conhecimento, tais como possíveis restrições na área ou dificuldade de acesso, e horários, ou se vai estar alguém no destino para nos ajudar. 

Independentemente das proibições de tráfego, é importante ter consciência de que, no que toca ao transporte internacional, cada país tem os seus próprios regulamentos referentes à circulação de veículos pesados nas suas estradas, os quais nos podem afetar de forma considerável caso não estejamos a par deles. Ter um calendário de proibições à mão, tal como o que pode descarregar a partir do nosso Website, ajudá-lo-á a definir o dia de partida e as alturas em que uma carga poderá não poder circular em certas estradas.

Como a Wtransnet pode ajudá-lo a simplificar esta tarefa 

Também precisaremos de contar com a ajuda de avanços tecnológicos, que simplificam um pouco as coisas no que diz respeito a poupar tempo e dinheiro. Um destes é o planeador de rotas da nossa bolsa irmã de cargas , Teleroute, uma solução disponível para todos os membros da bolsa de cargas, e que, em apenas alguns segundos, nos permite definir o percurso que melhor se adapta às nossas necessidades.

Basta introduzir os dados específicos do veículo (norma europeia de emissões, peso, número de eixos, etc.) e, em seguida, escolher os parâmetros de otimização de percurso (com/sem portagens, percurso mais rápido/curto, etc.). Seguidamente, a nossa ferramenta de cálculo apresentará o percurso mais adequado, indicando a duração da viagem, o custo das portagens e até mesmo a quantidade de CO2 emitida. 

Não nos devemos esquecer de estar atentos ao fluxo de caixa, uma vez que ter um fluxo de caixa atualizado ajudar-nos-á a lidar com possíveis imprevistos. A este respeito, vale a pena lembrar que o pagamento em atraso continua a ser um problema grave no sector dos transportes, assentando o período médio de pagamento entre os 60 e 90 dias, ou até mais tarde. De forma a combater esta questão, a Wtransnet dispõe de uma série de soluções.

Uma delas é a garantia de pagamento, um serviço que garante que o transportador recebe o pagamento pelas suas viagens antes de carregar o camião, e outra é o serviço mediador de dívida, que ajuda os clientes com o pagamento das suas faturas, mesmo que estas não estejam garantidas, com uma taxa de sucesso de 95%. 

Como vimos, existem muitos fatores a ter em consideração ao planear o seu percurso, mas fazê-lo da forma correta e com os elementos certos poupar-lhe-á tempo, dinheiro e complicações no futuro. 

Check Also

Transporte frigorífico

Transporte de bens refrigerados – que veículos há à disposição?

Numa altura como a que vivemos, quando os consumidores sabem que podem ter qualquer coisa ...

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *