Home / Transporte e atualidade / Transporte / O “boom” do comércio eletrónico após a pandemia

O “boom” do comércio eletrónico após a pandemia

Manuel Fontes, Inside Sales Portugal da Wtransnet, participou no passado dia 7 de julho na última sessão do ciclo de conferências online da revista DISTRIBUIÇÃO HOJE, intitulada “Uma resposta pronta em cadeia“. Nas últimas semanas, através destes webinars, a publicação analisou os efeitos da COVID-19 no transporte rodoviário de mercadorias e, nesta ocasião, importava abordar o boom do comércio eletrónico e a digitalização a propósito da pandemia e a importância da tecnologia para orquestrar uma resposta comum perante a crise.

Atravessámos um período crítico, sendo que transportadoras, operadores logísticos, fornecedores e retalhistas tiveram de entrar em acordo e conceber estratégias conjuntas para que os produtos continuassem a chegar ao consumidor final.

Manuel Fontes participou na segunda das mesas redondas, juntamente com Luís Freitas, consultor empresarial da Zetes, Diogo Lourenço, executivo de contas da SAS e Flávio Guerreiro, diretor nacional da LPR. O tema principal de debate foi o modo como a tecnologia permitiu responder aos intervenientes do setor de forma quase imediata, um ponto em que a Wtransnet tem muito a dizer.

As alterações geradas devido à crise exigiram das empresas de transporte uma maior capacidade de resposta e ferramentas como as bolsas de cargas não só lhes permitirão trabalhar com maior eficiência, como também antecipar-se ao futuro. Por conseguinte, tal como comenta Manuel Fontes, esse é o papel que desempenharam estas plataformas durante a pandemia provocada pelo coronavírus, contribuindo para que a Supply Chain forneça uma resposta rápida:

“Através da sua bolsa de cargas e dos seus serviços de apoio ao negócio, a Wtransnet ajudou as transportadoras a solucionar problemas de falta de cargas e camiões em tempo real”, realçou Manuel Fontes. Em tempos de incerteza, fazer parte de uma comunidade segura de profissionais do setor “ajudou a potenciar a colaboração e a proatividade”. Importa recordar que a razão de ser das bolsas de cargas consiste em melhorar a eficiência das empresas de transporte, sendo que deste modo as transportadoras “evitam percorrer quilómetros sem carga, rentabilizando as viagens e reduzindo a contaminação”.

Por último, considerou-se o futuro dos transportes, em que a Wtransnet continuará a desempenhar um papel imprescindível no setor, fomentando a colaboração entre empresas através de “uma ferramenta avançada que as ajude nas respetivas operações diárias”, concluiu Manuel Fontes.

Para visualizar o webinar completo na DISTRIBUIÇÃO HOJE, aceda a este link.

Check Also

Alpega TMS e Shippeo anunciam uma colaboração estratégica global

A Alpega TMS e a Shippeo associaram-se para oferecer uma nova solução que combina o ...

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *