Home / Transporte e atualidade / Actos e Eventos / A integração da Teleroute e Wtransnet proporciona aos seus clientes uma liquidez de 200 000 ofertas de cargas por dia

A integração da Teleroute e Wtransnet proporciona aos seus clientes uma liquidez de 200 000 ofertas de cargas por dia

Em agosto de 2018, a Wtransnet passou a fazer parte do portfólio de serviços do Grupo Alpega, juntamente com a Teleroute e a 123Cargo. No passado dia 18 de outubro, no âmbito da décima edição do WConnecta, o chefe de operações para as bolsas de cargas do grupo, Fabrice Douteaud, divulgava a sua visão sobre este primeiro ano da Wtransnet dentro do mesmo.

Em primeiro lugar, Fabrice Douteaud quis valorizar a importância da colaboração para tornar mais eficiente o transporte rodoviário de mercadorias na Europa. Neste sentido, o Grupo Alpega está a trabalhar na criação da melhor rede de operadores logísticos e empresas de transporte com mais de 70 000 membros em toda a Europa para realizar a sua missão: “Proporcionar aos nossos clientes a melhor rede de colaboração para empresas de transporte, sendo capazes de responder às necessidades dos mercados nacionais e internacionais”.

Após a aquisição da Wtransnet, realizou-se um grande esforço para integrar a bolsa de cargas líder na Península Ibérica na estrutura do grupo, provocando o menor impacto nos clientes. Neste sentido, Douteaud explicou que essa integração passou pela criação de uma “ponte tecnológica” entre plataformas capaz de combinar a liquidez de cargas da Teleroute e da Wtransnet. Isto quer dizer que, atualmente, os utilizadores de ambas as bolsas de cargas têm acesso a 200 000 ofertas de carga diárias em toda a Europa.

O futuro mais próximo para os marketplaces do grupo passa, segundo Douteaud, “por uma melhoria da integração, enriquecendo cada plataforma com os pontos fortes da outra”. Isto é possível agregando ferramentas e serviços inteligentes que ajudam os clientes nas suas atividades comerciais e quotidianas. Também há espaço para o avanço, com vários projetos para a bolsa de cargas relacionados com a inovação tecnológica em curso “que proporcionarão aos nossos clientes mais valor, mas que ainda não podemos divulgar”.

Douteuad também analisou algumas tendências do mercado, assinalando a necessidade de conseguir uma tecnologia capaz de comunicar entre si e integrar-se para facilitar a adoção e gestão dos utilizadores como a principal. Sobre isto, quis recordar que “no Grupo Alpega, acreditamos na tecnologia como facilitador desta colaboração e não como um substituto das relações pessoais”. Deu como exemplo disso o próprio WConnecta, que se tornou no maior evento de networking de transporte na Europa e que é um dos grandes valores que a Wtransnet oferece.

A principal prioridade do Grupo para os próximos meses será continuar a trabalhar na construção da melhor rede de colaboração do transporte: “Temos as melhores soluções, agora só temos que encaixar as engrenagens e integrá-las para ajudar os nossos clientes a serem mais eficientes e aumentar as suas oportunidades de negócio”, conclui Douteaud.

Check Also

O caminho para um transporte europeu mais sustentável

O futuro do transporte rodoviário de mercadorias na Europa tem uma ligação inerente à sustentabilidade. É por isso que ...

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *