Home / Transporte e atualidade / 2019 apresentou valores recorde nas exportações para transporte nacional

2019 apresentou valores recorde nas exportações para transporte nacional

O transporte rodoviário na Península Ibérica mantém a sua tendência positiva, tal como indicam os dados extraídos da plataforma da Wtransnet, a bolsa de cargas líder na Península Ibérica e que desde 2018 faz parte do portfólio do Grupo Alpega, juntamente com a Teleroute e 123Cargo.

Ao longo de 2019, as empresas associadas à Wtransnet disponibilizaram 5,2 milhões de cargas com origem e/ou destino na Península Ibérica, o que representa mais 14% em relação a 2018.

Embora o maior número de ofertas de cargas continue a ser produzido no âmbito doméstico (quase 3,4 milhões, 66% do total), constata-se que o aumento mais significativo deu-se nas exportações. Ao longo de todo o ano passado, foram mais de 773 mil as cargas que saíram de Espanha e Portugal com destino à Europa, representando 52% em comparação com os valores do ano anterior. De facto, se retrocedermos a 2016, estamos a falar de uma diferença positiva de quase meio milhão de cargas. Neste sentido, os três mercados a que mais se dirigem as cargas de exportação dentro da Wtransnet permanecem invariáveis, sendo que a França, Alemanha e Itália aglutinam 80% do tráfego.

Além disso, é sintomático o aumento das importações, que já se aproximam do milhão de cargas. Embora ainda não tenhamos recuperado os valores de 2016, em que foram amplamente superados os dois milhões de cargas, é certo que a curva, embora paulatinamente, continua a crescer. Também aqui surgem os mesmos protagonistas que na exportação, sendo a França, Itália e Alemanha os países mais relevantes nas exportações com destino a Espanha e Portugal, representando só o país gaulês 48% do total.

O transporte nacional representa, como referimos, o maior número de ofertas de cargas. Ao longo de 2019 foram contabilizados 3,4 milhões de ofertas com origem e destino em Espanha e Portugal, com um aumento de 10,4%. Lisboa e Vale do Tejo, Beirase Porto e Norte de Portugal são os principais destinos da mercadoria em Portugal, aglutinando 96% do total de ofertas de cargas publicadas na Wtransnet com origem e destino em Portugal. Os mesmos protagonistas, mas numa ordem diferente dentro das fronteiras portuguesas, onde Porto e Norte de Portugal surge como a principal região exportadora, com um formidável crescimento de 23,6%, seguida de Lisboa e Vale do Tejo e, com uma menor atividade, Beiras.

Consulte aqui o relatório completo de ofertas de cargas na Península Ibérica em 2019: https://pt.wtransnet.com/indicador-transporte

Check Also

Alpega TMS e Shippeo anunciam uma colaboração estratégica global

A Alpega TMS e a Shippeo associaram-se para oferecer uma nova solução que combina o ...

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *